sábado, 9 de fevereiro de 2008

Coisas da vida...


Naquele jardim florido

busquei num recanto perdido

uma rosa vermelha para te oferecer

de modo a recordarmos o nosso viver

de sonhos e emoções dentro dos nossos corações

que se alegram diariamente com as nossas sensações

de querermos mais plenitude

dentro desta atitude

de respeito profundo

por cada um do nosso mundo

que nos une numa perfeição sobrenatural

como não há igual nesta vida

da nossa alma querida

encostei a minha cara à tua

beijei os teus lábios com doçura

estavas ofegante no teu olhar

como a despertar para uma nova realidade

desta verdade

de conhecer o amor

com todo este calor

de entrega total

num abraço final de almas gémeas

que vão caminhar unidas

sem ficarem abatidas

pelos desentendimentos dos seus egos

num perdão cego

que leva á perfeição do amor

sublimando toda a dor.

Nenhum comentário: